A Ilha da Noite

Para aqueles que amam o maravilhoso mundo criado pela Mestra inigualável Anne Rice. Lestat, Louis, Armand, Marius, Mayfairs, A Talamasca... Todos estão aqui.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 BAILE DE MÁSCARAS NA MANSÃO DE FIRST STREET

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4
AutorMensagem
Lafayette
avatar
Maharet (2000)
Maharet (2000)

Mensagens : 2182
Data de inscrição : 08/07/2010
Localização : Londres

MensagemAssunto: Re: BAILE DE MÁSCARAS NA MANSÃO DE FIRST STREET   3/31/2011, 6:56 pm

Laila falou com Fleur, mas quando a música começou a avançar, ela já não conseguia mais pensar. Desculpou-se e despediu-se dela, queria ficar sozinha.

A jovem, fascinada, ouvia Lestat cantando. Ao mesmo tempo que ela estava ali, não estava. Prestava atenção à música e ao mesmo tempo olhava as coisas ao seu redor, sem pensar em nada, apenas sentindo. Começou a dançar com movimentos suaves, sentia-se como se estivesse voando, mesmo que não fosse o que a música pedia.

It will always be what I love...and hated. Era isso mesmo que ele estava cantando ou ela já estava delirando? Ora, vejam só, ela que nunca cantava estava agora cantando junto, mesmo que baixinho. Como pôde fazer isso com todos, Lestat? Ela não aguentou, começou a chorar. Um choro sem desespero, apenas as lágrimas escorrendo em seu rosto, este já manchado da maquiagem. E a máscara? Não precisava mais dela, agora cada um era o que era, e ela a tirou e atirou para o alto.

Olhou as pessoas ao seu redor. Ariel também dançando, Délia em um canto completamente envolvida, Fleur, Sophia e todos os outros, também os outros com quem ela não tivera a oportunidade de falar. Olhou novamente para Lestat. Ele, em todo o seu esplendor, cantava alto para que o mundo pudesse ouvir, e o suor vermelho lhe escorrendo por todo o corpo. Ele parou, a música parou.

Laila assistiu a revolta de Nicolas e Claudia bem de perto, já não chorava mais. E então sentiu um vazio, como se a escuridão estivesse penetrando em sua alma, e os dois que acusavam o príncipe, desapareceram. Ela olhou ao redor procurando por Stella, mas nada. Agora só restavam os vivos e os imortais do sangue. Não pôde suportar, se sentou em uma poltrona próxima a porta e tentou não pensar em nada, mas as lembranças de toda a noite sempre acabavam voltando.

Da janela aberta atrás dela, podia sentir que sol estava prestes a aparecer. Os vampiros não tão resistentes já iam embora, Louis ia embora. Quando ele passou pela porta, deu um sorriso triste para ela, e ela retribuiu. Ela então apoiou a cabeça na poltrona e acabou adormecendo. Sentiu alguém pegar na sua mão. "Adeus".

Segundos depois ela acordou, ou seriam minutos? Olhou em volta, apenas umas poucas pessoas atiradas pelos cantos. Olhou pela janela e viu o céu em uma mistura de laranja e azul. Achou sua máscara jogada em um canto, quase que destruída, e a pegou para guardar como uma pequena recordação de tudo o que aconteceu. Já não via mais ninguém que conhecesse, então foi embora, andando sozinha e cantando baixinho.

Daylight whipped me into shape
I must have been asleep for days



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jaja de Lioncourt
avatar
Administrador
Administrador

Mensagens : 6550
Data de inscrição : 03/01/2009
Localização : New Orleans

MensagemAssunto: Re: BAILE DE MÁSCARAS NA MANSÃO DE FIRST STREET   4/4/2011, 12:44 am

O Salão agora estava quase vazio.

Perto da lareira de uma das grandes salas, sob o crepitar gostoso e o cheiro de lenha queimada, o sol começando a nascer lá fora, pássaros cantando em agradecimento ao sol, um belo casal estava abraçado sobre almofadões com suas taças semi vazias ao lado. Acabavam de dar um longo beijo.

- Acho que essas paredes nunca testemunharam uma festa com tantos convidados especiais, não acha minha querida?

- Michael - sussurrou Rowan, a cabeça encostada nos ombros do marido. - Uma festa Mayfair sempre é especial. Mas sou obrigada a concordar com você. Aqueles vampiros, Julien, a turma da Talamasca. Foi realmente um encontro e tanto.

- E ainda aquele pessoal lindo, alegre e inteligente da Ilha da Noite. - lembrou Michael. - Só eles mesmo para transcrever o que aconteceu aqui nessa noite. Somente eles mesmos com a imaginação e a qualidade com as palavras que tem...

- E a presença soberana da nossa querida Mestra Anne para fechar a festa, foi maravilhosa. - lembrou Rowan - Mas chega de falar. Quero aproveiar esse clima tão energizado para poder lhe amar ainda mais.

Deitaram-se novamente sobre os grandes e confortáveis almofadões, tendo como testemunhas mudas os olhos brilhantes dos quadros de antepassados pendurados nas paredes.

Realmente foi A Noite para jamais ser esquecida...




_________________
Bebe comigo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ailhadanoite.forumeiros.com
Jaja de Lioncourt
avatar
Administrador
Administrador

Mensagens : 6550
Data de inscrição : 03/01/2009
Localização : New Orleans

MensagemAssunto: Re: BAILE DE MÁSCARAS NA MANSÃO DE FIRST STREET   10/16/2012, 6:57 pm

Ressucitando isso aqui, e até aconselhando os novatos a lerem pois foi muito legal!

Essa semana a Ariel postou esse vídeo no Facebook e realmente é a cara dos nossos bailes.




_________________
Bebe comigo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ailhadanoite.forumeiros.com
Ísis Draculea
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/04/2012
Localização : Timisoara, Romênia

MensagemAssunto: Re: BAILE DE MÁSCARAS NA MANSÃO DE FIRST STREET   12/16/2012, 12:20 pm

A vampira soltou um grunhido quase animal, embolou o convite e o atirou com violência ao lixo. Era mais um, dos muitos eventos realmente interessantes que havia perdido: O Baile de Máscaras na mansão dos Mayfair. Não que morresse de amores por eles, mas gostava de bailes de máscaras desde os tempos em que ainda era humana, na corte de Timișoara.E só para piorar ainda mais as coisas, quem lhe enviara o convite fora Lestat, o único tipo de convite que não poderia recusar ou ignorar...

Ela continuou a faxina em seu apartamento, abandonado por dois anos, desde que precisara se trancafiar em seu caixão e se mudar para seu castelo, um dos poucos ainda de pé que não eram posse do Estado, a fim de fugir daquele maluco que descobrira quem ela realmente era e se tornara obstinado a matá-la.Tudo por causa da irmã dele, morta por um vampiro estrangeiro - e que não era dos seus círculos - e uma das poucas pessoas mortais com quem tinha certo contato. Ela poderia ter matado o rapaz, não fosse ele alguém muito conhecido na cidade para o fato de ele aparecer morto com dois furos no pescoço e sem sangue algum no corpo pudesse ser ignorado.Só voltara porque cometera a burrice de entrar naquele sono com fome, mas ficou aliviada em saber que o rapaz morrera em um acidente de carro.

Enquanto limpava o empoeirado apartamento, começava a se perguntar como teria sido o baile.Era uma vampira mais antiga que Vittorio di Rannari, visto que se tornara vampira quando ele conheceu a Corte do Graal de Rubi e seu gosto por viagens e a fortuna que tinha devido à sua descendência boiarda lhe rendera amigos mundo afora e ela estava certa de que todos eles haviam ido ao baile. Desde Lestat com todo seu charme e gosto pelo mundo até sua reclusa mãe, Gabrielle du Lioncourt, todos haviam estado naquela festa que ela perdera por causa de um vampiro idiota que cruzara seu caminho...Perdera a chance de conversar pessoalmente com Louis de Pointe du Lac, o único com quem não conseguira qualquer contato e talvez o único com quem realmente precisava conversar.Motivo? Ela lera o Entrevista. Soubera que ele e a insuportável e mimada Cláudia estiveram em seu território. Soubera das impressões que tiveram a respeito e precisava desfazer algumas delas. Seu território era civilizado sim, há quase tanto tempo quanto New Orleans. Chegara a ser chamada de França do Leste Europeu até o advento da Primeira Guerra. E os vampiros que ele conhecera por lá... Bom, é claro que não poderiam ser como ela ou como os outros. Isso porque os homens que transformara - como aquele que Louis e Cláudia enfrentaram - poderiam até ter sido apaixonados por ela, mas tinham uma mentalidade extremamente medieval, mais até do que a dela e as mulheres - como aquela que Louis alega ter perseguido em uma floresta -, o fizera mais por vingança mesmo, quando ousavam ameaçá-la de alguma forma, fosse no que dizia respeito à honra, fosse no que dizia respeito a sua autoridade secular.Nunca as transformava por vontade delas...A única vantagem de Louis e Cláudia não terem encontrado-na é que Ísis se privara da presença de Cláudia. Com certeza teria matado aquela insuportável...

Assim que acabou a limpeza, se dirigiu ao computador. As contas de água, luz e telefone estavam em débito automático desde que inventaram essa maravilha, o que permitia que independente do que acontecesse, ela poderia entrar em contato com o mundo sempre que quisesse. A primeira providência foi ficar a par de tudo o que acontecera nos últimos dois anos. Lestat reclamara bastante pelo fato de que ela ignorara seu convite, mas ele iria ter resposta agora e se arrependeria de cada palavra dita injustamente. Até parece que ele não a conhece! Quinn e Avicus também haviam se manifestado bastante, mas a noite é longa, temos todo tempo do mundo, meus caros!Falarei convosco em breve, só preciso entrar em contato com alguém antes de ir me alimentar - a sede está insuportável, aquele cervo só foi o bastante para fazer minha razão ter poder temporário - e depois serei toda de vocês...Caixa de e-mails...Puta que pariu, setecentos e cinquenta e nove e-mails não lidos (ai meu Deus, não vai dar pra ler isso tudo hoje ainda...)...Nova mensagem...

"Jaja,

Por favor, me perdoe por ter faltado ao Baile que, dentre outras coisas, comemorava seu aniversário. Permaneci ausente por dois anos, a fim de evitar minha destruição pelas mãos de um maluco que me descobriu. Espero que ainda esteja em tempo de te desejar la mulți anii e aguardar ansiosamente pelos próximos eventos. Por favor, avise a seu tio-avô que eu nunca ignoraria um convite dele sem uma boa razão e que se não expliquei o motivo a tempo, foi por motivos de força maior...E que é pra ele ler a caixa de e-mails dele assim que acordar!

Lady Draculea"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: BAILE DE MÁSCARAS NA MANSÃO DE FIRST STREET   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

BAILE DE MÁSCARAS NA MANSÃO DE FIRST STREET

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4

 Tópicos similares

-
» Alto e para o baile! - colunas de som com cones em madeira
» BAIXISTA QUE RESIDA EM SANTOS/SP
» Opinião - Banda de Festas - 4 ou 5 cordas ?
» Ensaiando com SX SJB75( nova safra) e Set Meteoro 400MB+410BS (Vídeos)
» A outra face - Tom - ÚLTIMO capítulo on!!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Ilha da Noite :: VIRANDO VAMPIRO :: BAILE DOS VAMPIROS-