A Ilha da Noite

Para aqueles que amam o maravilhoso mundo criado pela Mestra inigualável Anne Rice. Lestat, Louis, Armand, Marius, Mayfairs, A Talamasca... Todos estão aqui.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 E Tudo o Vento Levou, de Margaret Mitchell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Forbidden
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 171
Data de inscrição : 10/07/2011
Localização : Portugal

MensagemAssunto: E Tudo o Vento Levou, de Margaret Mitchell   4/15/2012, 4:22 pm


Opinião Crítica a “E Tudo o Vento Levou”, de Margaret Mitchell; Contexto Editora.

Título original: Gone With The Wind

Ano de publicação: 1936

Sinopse:
Spoiler:
 

Fonte: http://pt.shvoong.com/books/115905-tudo-vento-levou/#ixzz1hlKJfngO


Peço desde já desculpa por uma certa desorganização nesta opinião crítica, fiz o melhor que soube. Espero acima de tudo que se interesem por este fantástico livro e que o leiam.

Aviso que contém vários spoilers, inclusive o final do livro.

---------------------

Quero começar por dizer que este é o meu romance preferido. Há livros que por uma ou outra razão nos marcam profundamente e do qual nos lembramos de tempos a tempos, recordando com nostalgia as horas qe passamos a le-lo. É precisamente o que acontece comigo e o “E Tudo o Vento Levou”, de Margaret Mitchell. Apenas as Brumas de Avalon me marcaram de uma maneira semelhante, embora arrisque dizer que não tão fortemente.

Esta é a história da Guerra Civil Americana, e a consequente derrota do Velho Sul. Como é que um povo se consegue reerguer após uma derrota? Como é que as pessoas conseguem lidar com o fim do seu mundo, e o aparecimento de um outro... Onde é que se arranja força para lutar contra os invasores que povoam as nossas terras, e que querem impôr a sua ordem sobre o povo derrotado? Alguns têm força para lutar e vencer, outros não. Alguns, conseguem adaptar-se ao novo mundo, outros não. E foi o que se sucedeu em “E Tudo o Vento Levou”.

Scarlett, a protagonista, é o protótipo da força e da sobrevivencia, mas também do egoismo e da crueldade. Melanie tem um outro tipo de força, a reservada, e porventura a verdadeira. No final, Scarlett percebe que retirava a sua força de Melanie e não de si própria, como o seu orgulho a induzira a acreditar. Ashley não se adaptou ao novo mundo, e ficou preso a um passado que nunca mais voltaria a viver... É esta a tragédia e a beleza de “E Tudo o Vento Levou”: a Nostalgia de um passado que nunca mais viveremos, as nossas memórias de tempos felizes num momento actual de fome e sofrimento.

Não podia deixar de referir a escrita extraordinária de Margaret Mitchell, que me captivou completamente. Não é uma escrita complexa, cheia de floreados, mas sim uma escrita aparentemente simples mas que é tão profunda na forma como nos consegue agarrar às suas páginas, e de como nos faz sentir tantas emoções...

Gostaria também de frisar as personagens deste grande romance, que se encontram entre as melhores alguma vez creadas. Vou começar por falar de Scarlett, a protagonisa do livro e na minha opoinião a melhor personagem, pois é tão interessante e peculiar. É extramemente egoista e irritante, cruel também, e um tanto ou quanto infantil. Mas é uma personagem que não se consegue odiar completamente, apesar de ser bastante estúpida e irritante, por ser tão forte e por gostar tanto e proteger a sua família. Sempre tentou ser como a sua mãe Ellen, que era bondosa e respeitada, mas nunca conseguiu ser como ela. E digo também que senti pena dela no final, quando se apercebeu que Melanie sempre esteve ao seu lado e a apoiou, foi a sua unica amiga, apesar de Scarlett a ter sempre desprezado. E no final, Rhett, o seu terceiro marido e o homem que tanto lutou por ela, deixa-a. Gostava aqui de referir também que odiei Rhett, apesar de ter achado a sua relação fraternal com melanie muito doce e terna, e de o seu amor pela filha ser enternecedor. Rhett é um homem violento, que ameaça constantemente Scarlett e que inclusive forçou Scarlett a a ter relações com ela. Sempre com um sorriso torcisa na boca, e que está sempre a dizer mal de Ashley, apesar deste ser bem melhor que ele. Abondona Scarlett sempre quando ela mais precisa dele, por exemplo durante o incêndio de Atlanta, abandona-a para se juntar ao exército confederado, apesar de sempre ter desprezado a guerra e quem se batia por ela... Quero também referir Melanie, essa personagem que tanto admiro, pela sua bondade, generosidade, lealdade e força.

E no fim Scarlett percebe que sempre amou Rhett, todo aquele tempo em que ela andara em conquista de um Ashley ideal, ela amara Rhett. E no final ele deixa-a, apesar de ela pela primeira vez ter sido sincera com ele, lhe disse que o amava e lhe pediu perdão. E no final temos a sensação de que Scarlett o irá perseguir outro homem sem sucesso, como aconteceu com Ashley. Será o seu destino perseguir sempre um homem idealizado, sem sucesso? No entanto, a mensagem final é a de esperança: “Aftter all, tomorrow, is another day!”

---

Nota: Fiz esta crítica no passado mes de Dezembro. Achei que seria pertinente po-la aqui para discutirmos este fantastico livro. Espero que gostem Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nanda
avatar
Maharet (2000)
Maharet (2000)

Mensagens : 2174
Data de inscrição : 20/12/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: E Tudo o Vento Levou, de Margaret Mitchell   4/18/2012, 5:37 pm

Minha "pequena" resenha sobre o livro,rs.


Scarlett me deixou com sentimentos de indignação,desprezo
e admiração ao mesmo tempo,rs. Uma coisa,que na minha
opinião,deixou o enredo mais interessante é que a
protagonista tem mais jeito de anti-heroina, do que donzela
indefesa, ela tem personalidade forte,só faz o que quer,ela realiza seus objetivos seja por qual meio, muitas vezes de uma
forma errada. Muitas vezes fiquei chocada com a frieza dela em relação a Melly, que diga-se é a única personagem realmente boa e inocente da história rs.

Rhett, entrou na minha lista de personagens favoritos, outro personagem incomum em histórias de romance, cativante com seu jeito elegante e sarcástico de ser.

Agora serei um pouco cruel ao escrever que, achei bem
merecido o final de Scarlett sozinha, acho que teria ficado muito forçado se Rhett tivesse a aceitado de braços abertos, depois de tudo o que Scalett o fez passar, desprezando ele, pra ficar correndo
atrás do banana do Ashley, que ao mesmo tempo dava e não dava esperanças a impulsiva Scalett sobre o seu "amor" a ela.

O final do livro é poético (afinal ninguém pode ter tudo), e dá um toque diferente ao livro,sem clichê ,especialmente por ter um final em aberto.

Scarlett terá que se esforçar para ganhar Rhett, dessa vez
por merecer, e conhecendo a moça ,ela é bem capaz de conseguir...

Recomendo esse belo clássico para os leitores,que não temem livros grandes e que gostam de histórias com finais alternativos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forbidden
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 171
Data de inscrição : 10/07/2011
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: E Tudo o Vento Levou, de Margaret Mitchell   4/18/2012, 6:05 pm

Nanda escreveu:
Minha "pequena" resenha sobre o livro,rs.


Scarlett me deixou com sentimentos de indignação,desprezo
e admiração ao mesmo tempo,rs. Uma coisa,que na minha
opinião,deixou o enredo mais interessante é que a
protagonista tem mais jeito de anti-heroina, do que donzela
indefesa, ela tem personalidade forte,só faz o que quer,ela realiza seus objetivos seja por qual meio, muitas vezes de uma
forma errada. Muitas vezes fiquei chocada com a frieza dela em relação a Melly, que diga-se é a única personagem realmente boa e inocente da história rs.

Rhett, entrou na minha lista de personagens favoritos, outro personagem incomum em histórias de romance, cativante com seu jeito elegante e sarcástico de ser.

Agora serei um pouco cruel ao escrever que, achei bem
merecido o final de Scarlett sozinha, acho que teria ficado muito forçado se Rhett tivesse a aceitado de braços abertos, depois de tudo o que Scalett o fez passar, desprezando ele, pra ficar correndo
atrás do banana do Ashley, que ao mesmo tempo dava e não dava esperanças a impulsiva Scalett sobre o seu "amor" a ela.

O final do livro é poético (afinal ninguém pode ter tudo), e dá um toque diferente ao livro,sem clichê ,especialmente por ter um final em aberto.

Scarlett terá que se esforçar para ganhar Rhett, dessa vez
por merecer, e conhecendo a moça ,ela é bem capaz de conseguir...

Recomendo esse belo clássico para os leitores,que não temem livros grandes e que gostam de histórias com finais alternativos.

Eu sinceramente não percebo porque todo o mundo adoro o Rhett. Ele é um idiota, um machista que ameaçava bater na mulher constantemente, praticamente violou-a (o episodio é ambiguo, mas é certo que ele a forçou), e sempre a abandonou quando ela mais precisava: durante o incendio de atlanta, durante a festa do aniversario de ashley, no final do livro...

E há uma coisa qu'eu não percebo, sinceramente. Então ele esquece-se que andou a apoiar as atitudes idiotas e infantis da Scarlett durante imenso tempo, a dizer que a admirava e não sei que, e depois no final, quando ela FINALMENTE mudou, ele deixa-a. É realmente a ironia da vida...

No final eu tive pena de Scarlett por ter sido tão estúpida e cega e não ter percebido a grande amiga ques empre teve. Apenas o realizou no final...

Mas foi a mesma coisa com o Julien Mayfair, que também muita gente adorou e eu odiei. Eu odiaria uma pessoa assim. Eu detesto esse tipo de pessoas. Mal por mal, sempre preferia a Scarlett. Mas sinceramente, a personagem que eu admirei imenso foi a Melanie. Ela é forte e no entanto continua a ser bondosa e generosa. Alem disso é uma pessoa honrada e digna.

Obrigado pela resposta. É bom falar com outros fans do livro. É o meu romance preferido e o que mais gostei de ler. Os meus outros romances prediletos são as Brumas de Avalon e A Hora das Bruxas (ainda nao o acabei, mas como estou a gostar tanto, acho que ja o posso incluir aqui... se bem que tenho medo do final, li por ai que é mau...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nanda
avatar
Maharet (2000)
Maharet (2000)

Mensagens : 2174
Data de inscrição : 20/12/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: E Tudo o Vento Levou, de Margaret Mitchell   4/18/2012, 6:26 pm

Forbidden,Rhett não violentou a Scarlett,tanto que no dia seguinte ela acorda super feliz e com uma
grande vontade de conversar com o Rhett rsrs.,se ela tivesse sido violentada ,estaria com várias reações,
menos as positivas kk.

Nas vezes que ele dizia que bateria na Scarlett ele era sarcastico,quando ele era desagradavel era pq
Scarlett fazia outra das suas besteiras rs.

Eu entendo o Rhett, ele passou o tempo todo ajudando a Scarlett, e nunca foi
recompensado por ela, pra Scarlett era sempre "Ashley isso, Ashley aquilo", sendo que este nunca ajudou
ela em nada,rs. Ele cansou de ser deixado de lado, de sofrer pela Scarlett,por isso foi embora.

A única pessoa que salva o livro é a Mellanie,rs.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Forbidden
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 171
Data de inscrição : 10/07/2011
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: E Tudo o Vento Levou, de Margaret Mitchell   4/21/2012, 4:39 pm

Nanda escreveu:
Forbidden,Rhett não violentou a Scarlett,tanto que no dia seguinte ela acorda super feliz e com uma
grande vontade de conversar com o Rhett rsrs.,se ela tivesse sido violentada ,estaria com várias reações,
menos as positivas kk.

Nas vezes que ele dizia que bateria na Scarlett ele era sarcastico,quando ele era desagradavel era pq
Scarlett fazia outra das suas besteiras rs.

Eu entendo o Rhett, ele passou o tempo todo ajudando a Scarlett, e nunca foi
recompensado por ela, pra Scarlett era sempre "Ashley isso, Ashley aquilo", sendo que este nunca ajudou
ela em nada,rs. Ele cansou de ser deixado de lado, de sofrer pela Scarlett,por isso foi embora.

A única pessoa que salva o livro é a Mellanie,rs.

Pois, talvez voce tenha alguma razao em relaçao a ele, nao deve ter sido facil ter aguentado a Scarlett, mas o que e certo e que eu o detestei ao longo do livro, principalmente na ultima parte...

Mas gostava muito da relaçao dele com a Melanie, nisso tenho que reconhecer que foi um querido Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: E Tudo o Vento Levou, de Margaret Mitchell   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

E Tudo o Vento Levou, de Margaret Mitchell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Trocar tudo por um baixo
» Tem hora que tudo que vc quer ouvir eh um Fretless II - A Missao
» Tudo o que você precisa saber sobre cordas
» Diários de um vampiro,Onde tudo pode Acontecer! (Ultimo Capitulo Postado!!!)
» Fórum com nova cara Sugestões

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Ilha da Noite :: BIBLIOTECA SECULAR :: PRAZER EM PÁGINAS-