A Ilha da Noite

Para aqueles que amam o maravilhoso mundo criado pela Mestra inigualável Anne Rice. Lestat, Louis, Armand, Marius, Mayfairs, A Talamasca... Todos estão aqui.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Cabarét Francês

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Gabrielle de Lioncourt
avatar
Co-Adm
Co-Adm

Mensagens : 3389
Data de inscrição : 05/01/2009
Localização : Around The World

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   5/19/2010, 6:59 pm

Gabrielle sentiu-se um tanto surpresa com o convite. Ela gostava de ficar invisível nos locais. Sua camuflagem geralmente funcionava. Pensou rapidamente em deixar aquelas crianças, e mesmo o mais velho falando sozinhas, como era seu habitual costume.

Porém, a história de Ágatha acabou até lhe interessando. Sentiu vontade de conhecer mais um pouco aquelas crianças, e depois sumir, como uma ilusão na noite escura.

"Obrigada pelo convite - replicou - mas não tenho muito a lhes oferecer para contar".

_________________
“E assim, estendemos a mão para o caos furioso, apanhamos alguma coisa pequena e brilhante e nos agarramos a ela, dizendo para nós mesmos que ela tem significado, que o mundo é bom, que não somos a encarnação do mal e que no fim iremos pra casa.”

-
-
-

"Estaria sempre dividido. Sempre haveria a dor. Dor e prazer interligando-se e moldando-o, mas um, na verdade, jamais se sobrepondo ao outro; nunca haveria paz."



Assinatura


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.thesenseofdoubt.blogspot.com/
Ágatha de Lambert
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 184
Data de inscrição : 02/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   5/20/2010, 8:38 pm

"Ágatha, percebendo que, mesmo com uma certa dificuldade seu convite havia sido aceito, olha para a nova companheira de conversa, esta, que sobreolhava todos da mesa."
- Eu entendo, está é a personalidade dela, e esta, cada um tem a sua.- Pensava Ágatha com sigo mesma.

-Seja bem vinda à mesa, vai se divertir com as histórias, e talvez deva se lembrar, com o tempo, de alguma que já vivenciou.- Disse Ágatha, com seu jeito simpático, que sempre deixa as pessoas à vontade.

"Diferente do que muitos pensam, a jovem Ágatha, não é sempre assim, simpática, ela tem seus modos afetivos, entretanto, quando lhe convém, age com acinte.
Contudo, hoje seu humor está ótimo, uma vez que está se divertindo com seus novos amigos."

- Então,vamos contar as histórias que vivenciamos, antes ou depois, de nos tornarmos vampiros...
Alguém quer começar?- Perguntou, com um certo entusiasmo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://banalnadabanal.blogspot.com/
Gabrielle de Lioncourt
avatar
Co-Adm
Co-Adm

Mensagens : 3389
Data de inscrição : 05/01/2009
Localização : Around The World

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   5/22/2010, 10:18 am

Gabrielle permaneceu estática, mas em seu interior, estava um tanto quanto divertida. Viu que a jovem estava tão educada, mas teve a impressão de que nem sempre ela era assim.

"Acho melhor eu começar como ouvinte, meus caros. Minhas histórias não são muito interessantes a vocês. Me chamo Gabrielle, sou odiada ou ignorada por todos - pensou em seu filho - ou quase todos os vampiros. E o sentimento me é recíproco.

O que acho que posso adiantar à vocês é que sou conhecida por ser a mais fria dos filhos da noite"

Deu um sorriso muito tímido e se recostou na cadeira.

_________________
“E assim, estendemos a mão para o caos furioso, apanhamos alguma coisa pequena e brilhante e nos agarramos a ela, dizendo para nós mesmos que ela tem significado, que o mundo é bom, que não somos a encarnação do mal e que no fim iremos pra casa.”

-
-
-

"Estaria sempre dividido. Sempre haveria a dor. Dor e prazer interligando-se e moldando-o, mas um, na verdade, jamais se sobrepondo ao outro; nunca haveria paz."



Assinatura


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.thesenseofdoubt.blogspot.com/
Ágatha de Lambert
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 184
Data de inscrição : 02/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   5/29/2010, 2:27 pm

Todos que estavam à mesa, estavam alegres, felizes, talvez por terem encontrado outros de si, talvez por outro motivo.Contudo, ela, Ágatha de Lambert, estava diferente, apesar de ser divertidíssima, estava em um estado de melancolia.
Muitos, com certeza a reprimiriam se ela expressasse o que sentia, entretanto, ela fingia estar tão alegre quanto os outros.
Algo, estava subentendido em sua história, algo que ela hesitava em dizer.Mas o que?
Certamente ela não diria, e continuaria com essa aflição que toma todo o seu corpo, e repentinamente abrange sua mente.
Por hora, ela ocontinua com seus amigos, os quais ela pensa que não gostam do seu verdadeiro "eu", este que ela esconde a sete chaves!E por esse medo, de não a aceitarem, ela apenas tenta agradar a todos.

''De repente Ágatha de Lambert se levanta, segue até uma janela próxima dalí, e fica um tanto nervosa, isso era perceptível à todos, ela tira sua peruca, e pede ao senhor Jaja, para que troque de lugar com ela."

--Este lugar não está me agrandando muito, talvez possa trocar de lugar comigo?

E disse isso, olhando de vez em vez para a janela.Estava impaciente, fez que ia sair, mas não o fez, e ficou esperando algma reação do vampiro Jaja de Lioncourt!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://banalnadabanal.blogspot.com/
Jaja de Lioncourt
avatar
Administrador
Administrador

Mensagens : 6550
Data de inscrição : 03/01/2009
Localização : New Orleans

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   5/31/2010, 12:42 am

Não é muito do feitio de Jaja ceder a pedidos dos mais novos, porém, faz a vontade da bela vampira que ele nota estar tão aflita a olhar para fora deixando-o intrigado, afinal, quem ousaria perturbar uma reunião tão prazeirosa, com criaturas tão interessantes como aquelas ali presentes?

Olha nos olhos da Vampira aflita mas esta não o encara por muito tempo. Agora porém sente a presença de outros lá fora. Hostilidade. Jaja irrita-se com isso. Finalmente faz uma pergunta direta.

- A quem você teme, Cherri? Monsieur de Lioncourt está aqui. Não tema!

Pequenos rubis de sangue brotam nos olhos da bela jovem Vampira.

_________________
Bebe comigo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ailhadanoite.forumeiros.com
Ágatha de Lambert
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 184
Data de inscrição : 02/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   5/31/2010, 5:22 pm

Ágatha deixou de lado seu norvosismo por um instante, o fitou os olhos do vampiro, pela primeira vez desde que chegara a cidade, ouviu palavras acolhedoras e protetoras
E continuou olhando para o Monsieur, como se isto lhe deixasse em uma paz profunda, mesmo estando em pânico por dentro, e permaneceu estatica, enquanto o vampiro, apontando para a cadeira lhe convidava a sentar-se.
Depois de muito tempo sem voz, palavras conseguiram sair de sua boca.

"Obrigada monsieur.-E fitando-o agora, com um olhar mais triste.- Por mais que eu queira, não posso dizer... não posso....

Sentou-se na cadeira, o vampiro olhava à porta, a ver se via alguém, mas ninguém entrou, e a jovem vampira Ágatha, voltou a ficar apreensiva, também olhando de vez em vez para a porta!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://banalnadabanal.blogspot.com/
M. Bernard de Thierry
avatar


Mensagens : 11
Data de inscrição : 31/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   5/31/2010, 5:51 pm

Monsieur Bernard, que a tempo fitava todos através da janela, finalmente apareceu na porta, porém não entrou, agora olhava à todos de melhor maneira, e seus olhos fitava insessantemente aquela bela vampira, Ágatha.
A muito tempo estava lá fora em sua carruagem, fitando a lady, sem parar, estava tentando arrumar um pouco de coragem para entrar, e falar com a senhorita, que parecia nervosa junto a outros ampiros.
Depois de alguns minutos hesitando, Monsieur Bernard entra no belo lugar, e segue até a mesa onde estão outros vampiros.

''Mesdames et Messieurs, espero não estar atrapalhando nada. Percebi o quanto estão se divertindo, talvez possa me juntar a vocês, se não incomodo for, certamente."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ágatha de Lambert
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 184
Data de inscrição : 02/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   5/31/2010, 6:41 pm

Ágatha levantou o olhar, e fitou o novo vampiro que ali se encontrava, tinha sotaque frances, isso ela percebeu. E depois que el falou, seu medo, aparentava ter sumido, por completo.

"É claro que não incomoda monsieur, quando o vi pela janela, achei que fosse outrém, sente-se.É de que lugar da frança?

Disse a jovem, um pouco mais tranquila, enquanto o senhor tão educado, falava com todos e sentava-se. Seus olhos eram bastante bonitos, percebeu Ágatha, seus modos... eles eram... tipicamente europeus, assim como outros companheiros na mesa, e disso ela gostava.


Última edição por Ágatha de Lambert em 6/1/2010, 9:47 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://banalnadabanal.blogspot.com/
M. Bernard de Thierry
avatar


Mensagens : 11
Data de inscrição : 31/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/1/2010, 12:00 pm

Monsieur Thierry, agradecido pela aceitação senta-se ao lado da bela vampira, que o encatara desde a primeira vez que a viu, através da janela.
E logo que chegou, já parecia gostar de todos na mesa, eles começaram a conversar, e sem demora respondeu a bela, e encantadora vampira, que, descobriu que se chamava Ágatha.

"Mi Lady, sou Bernard, nasci em PAris, porém moro em uma cidadezinha, chamada.. Arles, é um pouco distante de Paris, é uma bela cidade. Mi Lady conhece?

Perguntou o vampiro, tentando encontrar assunto do que falar com Ágatha, a inconfundível, e inimaginável Ágatha.

"Peut-être, saindo daqui, possamos apreciar o tão sacré N.S..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ágatha de Lambert
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 184
Data de inscrição : 02/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/1/2010, 6:53 pm

Ágatha, olhou espantada para o vampiro, ouvindo com mais atenção o que ele dizia.Quando o vampiro disse de onde viera a jovem deu um pulo da cadeira.
"Arles, veio de Arles. Não... não conheço, mas deve ser uma bela cidade." Disse de uma forma dissimulada, mas não era perceptível ao vampiro, os outros que haviam escutado sua história, apenas trocaram olhares entre si, e algumas tossidas, nada mais.

"E Monsieur, quanto a votre invitation, como monsieur mesmo disse: peut-être. Mas sair a procura de Noble Sang, é um convite muito atraente"

Disse a vampira, voltando a sentar, com um sorriso no rosto, enquanto o vampiro Bernard, sentava-se novamente, pois havia se levantado quando a vampira pulou assustada da cadeira.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://banalnadabanal.blogspot.com/
M. Bernard de Thierry
avatar


Mensagens : 11
Data de inscrição : 31/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/2/2010, 9:14 pm

O vampiro de repente desviou o olhar da bela vampira, e olhou para a porta.Levantou e um tanto impaciente, olhando para todos disse:

"Oh! Sinto muito, Mesdames et Messieurs, mas, tenho que ir, vou alimentar-me, talvez volte aqui mas trde.... desolé!"- E agora para Mi Lady Ágatha, com um olhar triste, sentindo a despedida:

"Mi Lady... desolé, não queria deixá-la.-E desviando o olhar fitando agora todos da mesa.- Nem deixar vocês.- Voltando a olhar para Ágatha.- Eu voltarei, croire!"

"Voltarei, Monsieur Lioncourt, Dame Lioncourt, Dame Ariel, Monsieur Surfelipe."

E saiu em direção à porta, e lá viu uma senhorita, esta parecia estar presa em seus pensamentos, e ao mesmo tempo prestando atenção à mesa dos vampiros.Esava olhando para senhorita Susane, que à muito espreitava as reações dos demais vampiros.

"MaDame, por que não se junta a eles?- Perguntou apontando para a mesa. -Não deves temer-los, não hão de lhe fazer mal."

E continuou andando, ao chegar na porta, virou-se, e baixou o chapéu, bem ao estilo frances, olhando para os vampiros, e depois a Mi Lady, que nunca sairia de sua cabeça.
Então saiu, sem dizer para onde, nem deixando a certeza de que voltaria, apenas sua 'palavra', era de cada um, lhe confiar ou não!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gabrielle de Lioncourt
avatar
Co-Adm
Co-Adm

Mensagens : 3389
Data de inscrição : 05/01/2009
Localização : Around The World

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/2/2010, 9:29 pm

Gabrielle suspirou. Mounsieur Bernard tivera uma passagem tão rápida pelo local, que ela nem parou direito para analisá-lo melhor.

Porque, aliás, era com isso que se ocupava. A antiga imortal analisava cada um dos vampiros com olhos frios e persistentes. Tinha certeza que isso irritava a todos ou quase todos, o que no fundo a divertia muito.

_________________
“E assim, estendemos a mão para o caos furioso, apanhamos alguma coisa pequena e brilhante e nos agarramos a ela, dizendo para nós mesmos que ela tem significado, que o mundo é bom, que não somos a encarnação do mal e que no fim iremos pra casa.”

-
-
-

"Estaria sempre dividido. Sempre haveria a dor. Dor e prazer interligando-se e moldando-o, mas um, na verdade, jamais se sobrepondo ao outro; nunca haveria paz."



Assinatura


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.thesenseofdoubt.blogspot.com/
Ágatha de Lambert
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 184
Data de inscrição : 02/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/3/2010, 12:28 pm

Ágatha, sentiu também a tristesa da despedida, pois apesar da desconfiança, o M. Bernard a encantou. Arles... quando ela lembra onde o vampiro disse que morava seu coração estremece.
'Será que é um deles?' 'Será que é um de mim?'- Pensava ela, diferenciando os vampiros de Arles dela, mas na verdade o que ela estava pensando, era se ele era um vampiro antigo, como os de Arles, ou havia sido criado pelo mesmo que a criou.

Quando o vampiro estava na porta do cabaret, os olhos de ambos se fitaram por um instante, até o que vampiro finalmente correu, e pulou em um bonde que ali passava!

"Adeus, monsieur, sei que vai voltar, e sei que pode me ajudar!"-Disse Ágatha baixinho, sem que ninguém a ouvisse.

O vampiro disse que ia voltar sem deixar nenhuma certeza, entretanto, para a jovem Ágatha, aquela troca de olhares, lhe deu a certeza que buscava.

Agora, voltou a ficar entusiasmada, e disse com um belo sorriso no rosto:

"Então... eu andei viajando por vário lugares, e em um deles, havia uma brincadeira, que se chamava 'Jogo da Verdade', nós podíamos tentar, o que os senhores acham?!"


Última edição por Ágatha de Lambert em 9/26/2010, 7:33 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://banalnadabanal.blogspot.com/
Susane
avatar
Pandora (500)
Pandora (500)

Mensagens : 521
Data de inscrição : 29/03/2010
Localização : Transilvânia

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/4/2010, 2:02 pm

Susane, que estava acompanhado a tudo até o momento com certo encantamento... foi tirada de seu torpor por aquele jovem Bernard. Ela estava realmente se divertindo!!!!
Decidiu que ja era hora de se aproximar... mas ela o fez de um jeito um pouco diferente: mandou imagens para aqueles belos irmãozinhos...
" Todos estavam em um cemitério, lindo e imponente com todas as suas estatuas e mausoleus antigos, a maioria deles ja sofriam com os inevitaveis sinais do tempo. Foi quando viram uma sepultura relativamente fresca e sobre ela estava recostada uma bela jovem de cabelos compridos e ondulados castanho-escuro, os olhos grandes e castanho-escuro também que traziam tanta tristeza e desespero... a boca pequena carnuda e bem desenhada sob o efeito do batom vermelho era sensual e provocante, suas roupas apesar de sujas pela terra recem mexida eram lindas e feitas de renda: saia cumprida preta e uma delicada blusa branca de cetim com renda no fim de cada manga. La estava ela, debruçada sob o tumulo e suas lagrimas escorriam de cada olho até formarem uma só no queixo e pingarem sob o cetim, ela sussurava palavras entrecortadas que os vampiros mal conseguiam ouvir...
Eles ouviram- na dizer "meu amor, porque vc se foi???? O que sera de minha vida agora"
ou então " você só me deu a opção de ir atras de você!!! tenho que morrer"
De repente ela parou de falar e olhou para cima, como se tivesse escutado algo... todos os vampiros olharam para a mesma direção e viram dois olhos brilhando como fogo, sob um antigo mausoleu. Esses olhos se aproximaram cada vez mais da jovem e então mostrou seu belo rosto jovem e perfeito, seu corpo alto e forte. A jovem parecia não estar assustada e ja conhecer o vampiro recem chegado... e ela lhe disse:
- OH! mas o que você esta fazendo aqui?
E o vampiro lhe respondeu com um doce sorriso:
- Eu sempre estou com você, é invitavel. Você sabe o quanto te amo e sei que você me ama tambem, e ainda mais agora que ele te libertou...
A jovem respondeu ainda triste:
- Ele sempre estara em mim, como eu sempre estarei em ti... mas sim, eu amo você!Oh! Deus meu eu estou perdida!!!!
E as lagrimas voltaram a saltar dos seus olhos. Então o vampiro se aproximou e troxe- a para seus braços, beijou sua fronte, acariciou seus cabelos como se ela fosse uma pobre criança... ela olhou para ele com amor sincero e disse:
-Agora estou pronta para aceitar sua oferta, sou sua e só sua pra sempre... pela eternidade meu doce amor!
O vampiro abriu um sorriso sensual e deu uma picada para ele confirmando:
-Pela eternidade meu amor!
Com uma mão ele segurou levemente a cabeça da jovem, com a outra apertou sua cintura, beijou seus labios e depois seu pescoço, e então a jovem arregalou os olhos e depois foi cedendo ao prazer, até adormecer quase morta... ele então fez um corte em seu proprio pulso e encostou na boca dela. Ela começou a beber e naquele momento pareceu um demonio!! Ela bebeu e bebeu até que ele puxou o pulso e disse:
- Ja é o suficiente minha preciosa, agora você é minha filha, minha amante, minha sempre!
Estamos com nossas mentes seperadas ma estamos unidos pelo sentimento...
Vamos, cherry, tenho muito a te mostrar..."

A imagem desapareceu e todos estavam de volta ao cabarét... mas tinham diante de si a jovem da imagem...
Ela estava em pé, fez uma mesura dizendo:
-Prazer irmãozinhos, eu me chamo Susane. Espero que tenho gostado de minha historia...
Sei que foi só uma parte, mas por uma noite basta.
E continuou sorrindo, com um sorriso sincero e gentil, aguardando a aprovação de seus lindos amigos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Susane
avatar
Pandora (500)
Pandora (500)

Mensagens : 521
Data de inscrição : 29/03/2010
Localização : Transilvânia

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/17/2010, 10:27 pm

" Oh meus queridos, não tenham medo de mim e nem se afastem... a única coisa que quero e preciso de vocês é o amor" - disse Susane em suas mentes, pois viu que estavam todos receosos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jaja de Lioncourt
avatar
Administrador
Administrador

Mensagens : 6550
Data de inscrição : 03/01/2009
Localização : New Orleans

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/26/2010, 4:26 am

Historias saborosas que soam aos ouvidos do velho vampiro como música vintage...
Porém a certeza que algo não está correto fora das paredes quentes do Cabaret é cada vez mais forte.
Vira-se para a outra mais antiga e pergunta em um sussurro.

-Você também está sentindo essa presença estranha, Gabrielle querida?

_________________
Bebe comigo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ailhadanoite.forumeiros.com
Gabrielle de Lioncourt
avatar
Co-Adm
Co-Adm

Mensagens : 3389
Data de inscrição : 05/01/2009
Localização : Around The World

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/26/2010, 11:04 am

Gabrielle saboreava as histórias em silêncio. Capturou as minúcias da história de Susane com prazer, e sabia muito bem de que jogo Ágatha falara, mas quanto a esse, teria receio se os outros quisessem faze-lo.

Mas estava distante do Cabaret, no momento. Sentia uma presença muito estranha, há anos não sentia nada igual. E não lhe agradava em nada esse sentimento.

Foi tirada de seu torpor quando seu outro companheiro mais velho perguntou a si:

-Você também está sentindo essa presença estranha, Gabrielle querida?


Foi surpreendida levemente pela pergunta direta, mas viu que o antigo também estava à sentir o mesmo que ela.

Baixinho, respondeu-lhe:

"Meu caro, achei que era a única que estava sentindo essa presença. Ela é realmente estranha, faz muito tempo que não sinto nada parecido. O que você acha que é?"

_________________
“E assim, estendemos a mão para o caos furioso, apanhamos alguma coisa pequena e brilhante e nos agarramos a ela, dizendo para nós mesmos que ela tem significado, que o mundo é bom, que não somos a encarnação do mal e que no fim iremos pra casa.”

-
-
-

"Estaria sempre dividido. Sempre haveria a dor. Dor e prazer interligando-se e moldando-o, mas um, na verdade, jamais se sobrepondo ao outro; nunca haveria paz."



Assinatura


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.thesenseofdoubt.blogspot.com/
Jaja de Lioncourt
avatar
Administrador
Administrador

Mensagens : 6550
Data de inscrição : 03/01/2009
Localização : New Orleans

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/26/2010, 3:09 pm

Os olhos frios cinzentos da vampira não deixavam escapar a preocupação..

-Hmmm... sinto muita hostilidade, principalmente contra a novata Ágatha. Fique atenta.

Voltando os olhos para a Suzanne diz:

- Fascinante sua história, Cherri.

_________________
Bebe comigo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ailhadanoite.forumeiros.com
Ariel Castaneda
avatar
Pandora (500)
Pandora (500)

Mensagens : 717
Data de inscrição : 24/03/2010
Localização : Jardim da criação - de frente para a árvore da vida.

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   6/26/2010, 5:15 pm

Vem depressa, rei do vinho
nédio Baco em desalinho.
Acabemos com as dietas em tuas tinas repletas.
E grinaldas dos teus ramos em torno à fronte ponhamos.
Mais vinho! Que vire o mundo! Mais vinho! Que vire o mundo!

Hoje chego com grinaldas, perdão por ter ido sem me despedir. Mas amo um bardo que às vezes é bastante egoísta e me escraviza a seu serviço. Cordiais saudações, amigos! Greetings and salutations!
Jogo da verdade entusiasma-me como tudo de natureza lúdica. Podemos começar, Ágatha? (Príncipe, talvez flores de alho tratem de dissipar tal força estranha.) Se adormecer entrementes, continuem sem mim, sou sonâmbula, nada perderei. Ao despertar, farei valer meu turno.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.arieleoverbo.blogspot.com
Jaja de Lioncourt
avatar
Administrador
Administrador

Mensagens : 6550
Data de inscrição : 03/01/2009
Localização : New Orleans

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   7/8/2010, 4:12 am

Jaja ri em seu íntimo pensando:

Vampiros. Sempre ligados a bela Arte. Hmmm que bela poetisa...

Olha nos profundos olhos da Vampira que recitou e a cumprimenta com um rápido gesto de cabeça.

Mesmo assim continua preocupado com as estranhas presenças fora do Cabaret.

Manda um recado rápido via pensamento para Gabrielle:

"Onde está a Ágatha que estava aqui nesse instante? Me distraí com a beleza do poema."

_________________
Bebe comigo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ailhadanoite.forumeiros.com
Gabrielle de Lioncourt
avatar
Co-Adm
Co-Adm

Mensagens : 3389
Data de inscrição : 05/01/2009
Localização : Around The World

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   7/8/2010, 5:22 pm

Gabrielle sentiu-se satisfeita. Era uma mulher que apreciava a natureza e seus encantos, mas apreciava a arte, mesmo que agora preferisse se embrenhar em uma floresta à ler um livro.

Recebendo o pensamento de Jajá sobre a vampira, respondeu mentalmente de imediato:

"Eu não vi aonde a jovem foi, Jajá. Senti de repente sua presença sumir da sala, mas não notei para onde ela foi, e não estou conseguindo localiza-la"

_________________
“E assim, estendemos a mão para o caos furioso, apanhamos alguma coisa pequena e brilhante e nos agarramos a ela, dizendo para nós mesmos que ela tem significado, que o mundo é bom, que não somos a encarnação do mal e que no fim iremos pra casa.”

-
-
-

"Estaria sempre dividido. Sempre haveria a dor. Dor e prazer interligando-se e moldando-o, mas um, na verdade, jamais se sobrepondo ao outro; nunca haveria paz."



Assinatura


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.thesenseofdoubt.blogspot.com/
Susane
avatar
Pandora (500)
Pandora (500)

Mensagens : 521
Data de inscrição : 29/03/2010
Localização : Transilvânia

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   7/19/2010, 12:37 pm

Desculpe- me interromper, mas acho que a jovem Agatha tem coisas que somente ela sabe e que somente ela pode resolver... Mas só poderemos interferir e ajudar se ela assim o desejar meus amores...
O que acham?? Sera que esse ser que sentimos a presença é mais forte que todos nós juntos??
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ágatha de Lambert
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 184
Data de inscrição : 02/05/2010

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   7/22/2010, 12:07 pm

Ventos cortantes, um som insuportável, estava tomando conta da jovem Ágatha, que sutilmente saiu do local sem que nenhum dos companheiros percebesse, seus pensamentos estavam confusos, algo de muito ruim, e ela sentia o que era estava para acontecer. A jovem percebeu que sozinha não poderia ser ajudada, então em um ato súbito correu da rua onde se encontrava caída, e voltou ao cabaré, quanto mais se aproximava do local, mais seus pensamentos iam se organizando, entretanto, sentia cada vez mais forte algo que não sabia explicar, porém que não era bom, era como se seu passado a perseguisse, então a a jovem, andava atenta, esperando encontrar o que lhe afligia.

Chegando ao cabaré, viu que seus companheiros ainda estavam em suas mesas, e seguiu até seu encontro, não estava bem,então fingiu uma cara boa, e inventou uma boa desculpa.

"Olá, companheiros, desculpe ter saído assim, é que senti um cheiro tão bom quanto o do sangue de um nobre, então fui alimentar-me, mas já estou aqui, com vocês mais uma vez."

Todos acreditaram na sua desculpa, menos os vampiros, mais velhos, logo mais experientes, que com certeza sentia que algo estava errado, mas como eram educados, e nem um pouco inconvenientes, não tocaram no assunto.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://banalnadabanal.blogspot.com/
Gabrielle de Lioncourt
avatar
Co-Adm
Co-Adm

Mensagens : 3389
Data de inscrição : 05/01/2009
Localização : Around The World

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   7/22/2010, 9:37 pm

Gabrielle, ao escutar a explicação da jovem vampira, deu um significativo arquear de sombracelhas, mas ela era gélida o suficiente para não importunar a jovem vampira com perguntas.

Mentalmente, enviou uma onda para seu companheiro mais velho:

"Meu caro, está na cara que a jovem não está nos dizendo a verdade. O que acha que houve?"

_________________
“E assim, estendemos a mão para o caos furioso, apanhamos alguma coisa pequena e brilhante e nos agarramos a ela, dizendo para nós mesmos que ela tem significado, que o mundo é bom, que não somos a encarnação do mal e que no fim iremos pra casa.”

-
-
-

"Estaria sempre dividido. Sempre haveria a dor. Dor e prazer interligando-se e moldando-o, mas um, na verdade, jamais se sobrepondo ao outro; nunca haveria paz."



Assinatura


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.thesenseofdoubt.blogspot.com/
Jaja de Lioncourt
avatar
Administrador
Administrador

Mensagens : 6550
Data de inscrição : 03/01/2009
Localização : New Orleans

MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   7/22/2010, 10:07 pm

Jaja olha pensativo para Ágatha e manda de bate pronto:

- Eh, bien ma cherri. Qual é o seu problema? De que tem medo? Afinal, somos muitos e EU estou aqui. Não tenha nada a temer.

E pisca o olho apaziguadoramente para a novata a sua frente.

_________________
Bebe comigo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ailhadanoite.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Cabarét Francês   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Cabarét Francês

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

 Tópicos similares

-
» A garota do cabaré... beleza sua virtude? ou sua pior desgraça?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Ilha da Noite :: BIBLIOTECA SECULAR :: TOMANDO DA PENA-