A Ilha da Noite

Para aqueles que amam o maravilhoso mundo criado pela Mestra inigualável Anne Rice. Lestat, Louis, Armand, Marius, Mayfairs, A Talamasca... Todos estão aqui.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 MITOLOGIA GREGA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
NÍS de Lioncourt
avatar
Louis (100)
Louis (100)

Mensagens : 257
Data de inscrição : 13/06/2009
Localização : Em paris ao lado de Lestat de Lioncourt

MensagemAssunto: Re: MITOLOGIA GREGA   9/8/2009, 10:51 pm

HISTORINHA:

Adónis e Afrodite: renovação


“O primeiro homem (Adão) era homem do lado direito e mulher do lado esquerdo, mas Deus rasgou-os em duas metades”, afirma o Bereshit Rahbâ, comentário rabínico ao Talmude, do século V ou VI da nossa era.

No início do cosmos, no caos primordial tudo era indistinto, não-formado, neutro, como no mito cosmológico japonês em que no início Izanagi e Izanami (que representam não só o céu e a terra mas, por visível influência taoista, os princípios masculino e feminino: Yang e Yin) não estavam separados, constituíam um caos que se parecia com um ovo.. Assim, todas as criações são sempre actos de delimitação, de separação, de diferenciação entre opostos. Também entre macho e fêmea.

De maneira muito gráfica, estamos perante a mutilação do andrógino original, sentida como queda, perda, limitação, solidão mesmo. Metade de nós foi brutalmente arrancada, deixando-nos estéreis, ocos, mortais.

E mais uma vez vivemos a angústia da nossa própria contingência, da nossa limitação, porque mais uma vez, como sempre, o outro, o oposto o antagonista nos é essencial.

Há um confronto e um diálogo essencial, vital em todos os sentidos, entre os dois sexos: da luta e competição, ao domínio e submissão, ao reencontro pelo qual a humanidade recupera a sua capacidade criadora, esse reencontro pelo qual a própria vida se regenera.

E, por isso, há em todas as sociedades a nostalgia desse estado primordial de androginia encarada como totalidade.

Muito antes de haver ideias fixas sobre os nossos sistemas reprodutivos, já era claro o imenso poder do sexo sobre homem e sobre a natureza. O sexo é a actividade vital pelo qual o próprio cosmos se reproduz. É pela acção conjunta do princípio feminino e do princípio masculino que crescem as plantas e os animais se reproduzem. É pela energia sexual do cosmos que a vida existe.

Estes dois princípios são vistos não como estando em conflito, mas como “opostos complementares”. É pela sua dualidade, pela sua diferenciação, pelo seu antagonismo que se gera a atracção mútua que lhes permite efectivamente criar a multiplicidade da vida. Por outro lado, é pela sua complementaridade que partilham da natureza do Uno original. Lao-Tze expôs na obra que conhecemos por Livro do Tao, brilhantemente esta ideia tão contraditória: “O Tao engendra Um. Um engendra Dois. Dois engendra Três. Três engendra os dez mil seres.” Apesar de esta formulação nos sugerir “momentos” sucessivos (O Tao engendra Um. O Um engendra Dois...) é preciso entender que, no tempo mítico, estes são acontecimentos não sucessivos nem “históricos”, mas sempre presentes, imanentes à própria substância do tempo.

Para dar o exemplo das sociedades mais antigas, o agricultor vê claramente como a sua seara “morre” todos os anos, para renascer no ano seguinte devido à acção conjugada da terra fértil - feminina - e do seu braço semeador - masculino. Estes são ciclos permanentes dos cosmos no qual o homem se integra.

Esta fertilidade está dependente de rituais cíclicos de renovação. Estes rituais passam muitas vezes pela repetição do casamento sagrado do par primordial: entre o elemento celeste, masculino, activo, fecundador e a terra como o elemento feminino, passivo, germinador. Assim, um dos mistérios solenizados em Eleusis, em setembro, era o do casamento ritual entre Zeus e Deméter, ou em muitas outras sociedades a realização de cópulas rituais, no próprio campo, por épocas de sementeira, ou associações litúrgicas entre o arado como o falo e a terra como vagina receptora da semente, que se encontram por todas as sociedades agrícolas antigas, para não falar das orgias e festivais onde toda a liberdade sexual era permitida, como acto colectivo de celebração da fertilidade, existentes em muitos sítios e idades.

Também merece referência o par egípcio Isis e Osiris. No mito, a morte do deus Osiris (às mãos do seu irmão Set) e a sua ressurreição, pela acção de Isis, está directamente associada à fertilidade dos campos, à regularidade da cheia do Nilo, à renovação da vida. Osíris é, também, o deus dos mortos, que julga as suas acções e decide do seu destino na eternidade. É um deus da morte e um deus da vida, o que para os antigos egípcios não significava nenhum paradoxo. Afinal são apenas dois momentos do mesmo ciclo.

De todos, talvez um dos mais me toca é o mito de Adónis e Afrodite (representações gregas dos babilónios Tammuz e Ishtar) em que Afrodite (Deusa do Amor) e Perséfone (Deusa da morte) disputam o amor do belo Adónis (Deus da Fertilidade e da Vegetação). Pela intervenção de Zeus ficou decidido que Adonis passaria uma parte do ano com Afrodite e outra parte com Perséfone no mundo dos mortos. Mais uma vez, o ritmo das estações do ano. Entre a Morte e a renovação da vida, o Amor é o motor do próprio Cosmos.




A propósito:

- Tratado de História das Religiões; ELIADE, Mircea.

- Mitos, Sonhos e Mistérios; ELIADE, Mircea.
- The Golden Bough: a study of magic and religion; FRAZER, Sir James George.
- Histoire de la pensée chinoise; CHENG, Anne.
- L'Un est l'Autre; BADINTER, Elisabeth.

e a insubstituível Wikipedia.




Posted by Tiago R.
0 comments:
Enviar um comentário

Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pilar
avatar
Daniel (50)
Daniel (50)

Mensagens : 95
Data de inscrição : 23/04/2011
Localização : Hell de Janeiro

MensagemAssunto: Re: MITOLOGIA GREGA   4/24/2011, 1:24 am

AAh, sou apaixonada por Mitologia Grega desde os 11 anos...
Recomendo esses dois livros:




Este não é sobre Mitologia em si. Trata da Guerra de Tróia em crônicas de Aquiles, Páris, Helena e até Briseis. Mas eles sempre citam os deuses, é uma excelente leitura...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
. Foxy .
avatar
Maharet (2000)
Maharet (2000)

Mensagens : 2248
Data de inscrição : 11/08/2010
Localização : Sem local definido

MensagemAssunto: Re: MITOLOGIA GREGA   4/24/2011, 10:06 am

Eu tenho O Livro de Ouro da Mitologia e sim, é ótimo.
Mas eu recomendo também o Tróia - O Romance de uma guerra.
Que além de ser ótimo, é de um autor nacional.

Mitologia Grega... por qual motivo nunca passei por aqui?
Meu amor pelas lendas e a mentalidade do povo grego foi um dos fatores que me levaram a amar TANTO história. Tanto é que vou cursar história.. *-*

Bem, claro, SEMPRE vou recomendar Homero.
Homero é tão importante que os estudos dos primeiros periodos Gregos são divididos em Pré-homérico e Homérico \õ.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://kafoxy.blogspot.com
Convidado

Convidado


MensagemAssunto: Re: MITOLOGIA GREGA   4/24/2011, 5:32 pm

Desde a época da Escola eu adoro mitologia grega, agora na facul nem se fala, mas desde que li o Percy jackson e tive aulas de religiao/mitologia vejo os deuses de um jeito diferente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lane
avatar
Pandora (500)
Pandora (500)

Mensagens : 643
Data de inscrição : 16/02/2014
Localização : Brasil

MensagemAssunto: Re: MITOLOGIA GREGA   2/18/2014, 10:11 am

Eu amo Mitologia Grega  I love you (e a Nórdica também!) desde pequena eu sempre busquei literatura desse tipo.


Última edição por SGA em 2/18/2014, 6:36 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jaja de Lioncourt
avatar
Administrador
Administrador

Mensagens : 6550
Data de inscrição : 03/01/2009
Localização : New Orleans

MensagemAssunto: Re: MITOLOGIA GREGA   2/18/2014, 10:47 am

Lindo!

_________________
Bebe comigo?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ailhadanoite.forumeiros.com
Malkav
avatar
Maharet (2000)
Maharet (2000)

Mensagens : 4255
Data de inscrição : 16/12/2010
Localização : Napoleonville

MensagemAssunto: Re: MITOLOGIA GREGA   2/19/2014, 2:27 pm

=

Rs...confesso que gosto
mas tenho preguiça com essas coisas
só sei mesmo o que aprendi no colégio e com jogos xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: MITOLOGIA GREGA   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

MITOLOGIA GREGA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

 Tópicos similares

-
» Mitologia Grega
» COMO IMPROVISAR USANDO MODOS GREGOS NA HARMôNIA DA MÚSICA ?
» Vídeo-Aula Completa: Modos Gregos e suas Aplicações na Improvisação
» Modos Gregos (ou Gregorianos)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Ilha da Noite :: A TALAMASCA :: LENDAS MILENARES-